• Engenho e Arte

A PRIMEIRA OBRA CONTROLADA COM 5G JÁ ESTÁ A FUNCIONAR


O PRIMEIRO ESTALEIRO A USAR A TECNOLOGIA 5G PARA UM CONTROLO DE 40 EMPREITEIROS ESTÁ NESTE MOMENTO A FUNCIONAR NA CHINA



Na Área de Desenvolvimento Económico-Tecnológico de Pequim, onde está localizado o primeiro estaleiro de obras 5G inteligente da China, mais de 40 empresas estão a actualizar as suas instalações de produção inteligentes com base na rede 5G. 

O estaleiro tem tudo a ver com alta eficiência e garantia extra de segurança para os trabalhadores da construção.

O 5G pode garantir uma taxa de transmissão de no máximo 10Gb por segundo e com características como largura de banda larga, baixa latência e conexão ampla, oferece infinitas possibilidades para canteiros de obras inteligentes.


A China Construction Eighth Engineering Division trabalha com a China Unicom para investigar as aplicações de engenharia nos estaleiros de obras inteligentes 5G. A arqucitetura geral da solução de estaleiro inteligente é suportada por uma rede de telecomunicações 5G e várias tecnologias avançadas, como inteligência artificial (AI), blockchain e Internet das coisas (IoT).

Este salto exponencial na velocidade de transmissão está sa permitir o teste de aplicações futuristas que podem melhorar a produtividade da construção.

Entre eles estão os “óculos de IA” que permitem que os engenheiros vejam o que os funcionários estão a ver, nos seus escritórios e se comuniquem com eles.

Outros aplicativos que podem ser implantados incluem robótica, monitorização multidimensional e em tempo real, o uso de blockchain para verificar informações e o uso da internet das coisas para automatizar relatórios de progresso.

O local também implantou um sistema de monitorização da saúde de cada trabalhador por meio da medição de 10 indicadores, entre pressão arterial e eletrocardiograma e emissão de relatórios de exames físicos.





O projecto está na Área de Desenvolvimento Económico-Tecnológico de Pequim, uma zona de fábricas de alta tecnologia no subúrbio sudeste da cidade de Yizhuang.

Ele está a ser desenvolvido para a agência E-town do governo da cidade de Pequim pela China Construction Eighth Engineering Division, uma subsidiária da China State Construction Engineering (CSCEC).



Zhao Canzhen, engenheiro-chefe do projecto, disse que os sistemas 5G estavam a ser usados ​​para melhorar a monitorização do local.

“Ao usar o 5G, podemos monitorizar gruas torre e temos um sistema de monitorização de segurança multidimensional. Em combinação com a função de IA, também podemos identificar se as pessoas estão a usar máscaras no local. ”

ainda acrescentou: “Exploraremos continuamente outros usos para 5G, como blockchain, operações não tripuladas, construção de robôs e outras aplicações no campo.”


A monitorização panorâmica também pode identificar elementos perigosos, como fogos e dar alarmes imediatos. O operador da grua pode ver a imagem transmitida em tempo real fora da grua e reduzir acidentes.

"Vamos realizar esse layout e explorar e promover continuamente o 5G para diferentes cenários em cada um de nossos projectos. Vamos combinar blockchain, operação não tripulada, construção de robôs e outras aplicações em campo", disse Zhao.



O uso de largura de banda superlarga possibilitada pelo 5G está sendo explorado por outras empresas para automatizar estaleiros de obras, com a Doosan da Coreia do Sul demonstrando uma escavadora controlada remotamente em Abril do ano passado, e a empreiteira japonesa Taisei a testar uma máquina semelhante num local em Mie na região de Kansai em Janeiro de 2019 .


Os sites que usam 4G ou outros sistemas sem fio normalmente enfrentam problemas de largura de banda e latência quando as empresas que trabalham com eles usam tecnologia que exige a transferência de grandes quantidades de dados.

Isso acontece principalmente quando a informação visual está sendo transmitida em tempo real ou quando muitos utilizadores tentam enviar informações simultaneamente.

Em contraste, o 5G oferece uma largura de banda quase ilimitada e pode acomodar tantos utilizadores quantos forem necessários. O Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China emitiu a sua primeira licença 5G no ano passado. O sistema no estaleiro de Yizhuang está a ser fornecido pela China Unicom, uma empresa estatal de telecomunicações.



Especialistas dizem que a China está a acelerar a construção de novas infraestruturas, como redes 5G e centros de dados, e a incentivar a inovação como "5G mais médico e saúde".

Em 2019, a licença 5G emitida pelo Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China marcou a entrada da China na era 5G. O 5G está continuamente a conquistar novas aplicações no campo da construção e a auxiliar as unidades de construção para uma gestão mais segura e eficiente.


GOSTOU? então coloque um "gosto" e partilhe para os seus amigos

Tem uma história para partilhar? email EngenhoeArte@yahoo.com


259 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 Orgulhosamente criado com Engenho & Arte