• Engenho e Arte

CONSTRUÇÃO TRADICIONAL?! ADEUS!!!

Atualizado: Mai 13



A INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO ESTÁ A MUDAR, RECOMEÇOU A ERA DA PRÉ-FABRICAÇÃO E PRODUÇÃO EM MASSA, A CONSTRUÇÃO CIVIL RECOMEÇA DE NOVO A INDUSTRIALIZAR-SE E A SER EQUIPARADA À PRODUÇÃO EM SÉRIE DE GRANDES QUANTIDADES.


À medida que a população mundial continua a crescer, somos confrontados com a necessidade de desenvolvimento e construção mais rápidos e em grande escala.



Entender o processo de construção


Os projectos e processos de construção permaneceram relativamente iguais por centenas, talvez milhares de anos. Um engenheiro ou arquitecto criaria uma visão para um projecto, o chamado projecto de base de arquitectura ou esquisso, um engenheiro civil criaria todos os suportes e funções necessários para que uma equipa de construtores conseguissem executar a construção deste projecto. Parece simples, mas uma coisa que o "processo experimentado e testado" tem cada vez menos é o tempo. Algo muito precioso e dispendioso nos dias que correm.



Quando o tempo e eficiência tornam-se a principal restrição para a construção, como se pode constatar em áreas de rápido crescimento, actualmente a única solução é a construção tradicional, por vezes com falta de originalidade e beleza arquitectónica. Esta solução não se adapta à população em massa e nunca foi o seu uso final pretendido.


Em vez de insistirmos nesta forma de construção de habitações, a indústria da construção, regressará de novo para uma indústria de produção em massa de larga escala, amplamente utilizada no pós segunda guerra mundial. Este método inicia o seu desenvolvimento, concentrando-se em primeiro lugar na beleza e originalidade arquitectónica, e será impulsionada pela capacidade de fabricação e velocidade.


Assim como a impressão 3D e outras técnicas de produção estão a infiltrar-se no mundo da engenharia mecânica, o mesmo ocorre com os vastos projectos pré-feitos, de concepção relativamente rápida, que se infiltram na indústria da construção. Existem inúmeras maneiras de criar uma estrutura usando componentes que se agregam entre si. Os construtores podem utilizar máquinas de impressão 3D em larga escala para casas de betão e tijolo, embora ainda não se tenha chegado a uma forma prática e simples para o seu uso generalizado.


O que o mundo começará a ver em breve será um sistema de blocos de construção, criando um padrão, para moradias totalmente personalizadas, utilizando peças e componentes semelhantes, desta vez concebidas para possibilitar múltiplas formas diferentes de construção e assim poder permitir uma maior "originalidade".




Tendências emergentes na indústria


Esta tendência lentamente emergente na indústria da construção está a aumentar cada vez mais rápido. Começamos a ver arranha-céus erguidos num espaço de dias e semanas, contrariamente aos anos da construção mais tradicional.


Durante a maior parte da história, a construção contou com pedreiros, construtores e muitos outros fornecedores, para levar um projecto arquitectónico e de engenharia a bom termo. Assumindo que os negócios de retorno lento estão a ser abandonados, algo factual, e que o tempo é um factor determinante na construção, não há simplesmente tempo suficiente para confiar na componente humana em estaleiro. Engenheiros e construtores, estão assim, a recorrer a técnicas de construção de edifícios, onde as paredes são pré fabricadas em grandes secções e montadas no próprio lugar onde permanecerão décadas. Essa técnica permite que secções com centenas de metros de comprimento sejam levantadas num espaço de horas.

Assim como a revolução industrial criou uma variedade de processos que aceleraram a fabricação e produção, estamos agora a regressar de novo a uma revolução na construção, que está a conseguir acelerar a nossa capacidade de projectar habitações, atendendo assim à crescente necessidade da população, criadas em pequena escala, nunca esquecendo de dimensionar os métodos para o tamanho de uma casa ou de um prédio, que se encaixam facilmente, para criar uma estrutura maior e que pode ser personalizada e aperfeiçoada, ao gosto do cliente.


À medida que as técnicas de impressão 3D em larga escala para edifícios amadurecem, o sector começa a ver cada vez mais arquitectos a escolher estes métodos construtivos, cabendo aos engenheiros tornar a sua concepção possível. Em termos de viabilidade, as estas técnicas foram comprovadas em pequena escala, nunca esquecendo que dimensionar os métodos para o tamanho de uma casa ou prédio é outra questão.




GOSTOU? então coloque um "gosto" e partilhe para os seus amigos

Tem uma história para partilhar? email EngenhoeArte@yahoo.com



2,467 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 Orgulhosamente criado com Engenho & Arte