• Engenho e Arte

JCB JUNTA-SE À DYSON E FABRICAM VENTILADORES

Atualizado: 5 de Abr de 2020


CONTRA O COVID-19 HÁ UNIÕES IMPROVÁVEIS DE UM FABRICANTE DE MAQUINAS PESADAS PARA A CONSTRUÇÃO CIVIL, A JCB, COM UM FABRICANTE DE ASPIRADORES, VENTOINHAS E SECADORES DE CABELO, A DYSON.


Devido à pandemia mundial causada pelo COVID-19, a empresa viu-se obrigada a fechar as suas fábricas, devido à forte quebra de encomendas. Assim, decidiu manter a produção parada até pelo menos finais de Abril.

Estando o mundo a unir forças e esforços para superar esta crise global, heis que a JCB decidiu alistar-se no grupo de empresas, que contribuem com o melhor que sabem fazer, nesta guerra contra o vírus e em defesa da vida humana.

A JCB foi abordada directamente pelo primeiro ministro Boris Johnson, no início deste mês, para ajudar a produzir o equipamento necessário. Não hesitou, chamou 50 dos seus trabalhadores, e iniciou a produção.

A fábrica da JCB sofrerá uma adaptação de forma a conseguir produzir ventiladores, para impulsionar o SNS na luta contra o coronavírus.

A fábrica, situada em Uttoxeter, Staffs, é normalmente usada para fabricar as famosas escavadoras da marca. Agora, a equipa de 50 funcionários retornará ao trabalho para produzir equipamentos de aço para ventiladores, projectados pela Dyson, empresa ligada ao ramo dos electrodomésticos.

Os primeiros protótipos já foram criados e o governo encomendou 10.000 unidades destes ventiladores.



O fundador da empresa, Lord Bamford, teceu alguns comentários motivadores:

"Este projecto passou do design para produção em apenas alguns dias." "Esta é também uma crise global, e claro, iremos naturalmente ajudar na produção de mais caixas, se houver necessidade noutros países, destes ventiladores".


A JBC, inclui-se num leque de empresas britânicas, incluindo a Rolls Royce e a McLaren F1, todas elas fornecendo a sua experiência e meios disponíveis, para incrementar o esforço no combate ao COVID-19, salvando o máximo de vidas possíveis. A Dyson, empresa de engenharia, principalmente focada na produção de aspiradores, anunciou no início desta semana, que ministros britânicos solicitaram o seu auxilio, para a produção de milhares de ventiladores, ajudando assim na luta contra a pandemia. O empresário Sir James Dyson, dono da empresa com que partilha o nome, informou que parte da produção, será uma doação para este esforço internacional, doação esta que rondará as 5000 unidades. Este projecto, um dispositivo operado por bateria, que seria anexado às camas dos doentes, levou cerca de 10 dias para ser finalizado. Aguarda agora aprovação das entidades reguladoras do sector para que se inicie a sua produção.

Em momentos tão difíceis como este que vivemos, paralelo a poucos na história mundial, é gratificante ver que o mundo todo está a dar as mãos, onde cada um contribui com o que melhor tem, no combate a esta pandemia.




GOSTOU? então coloque um "gosto" e partilhe para os seus amigos

Tem uma história para partilhar? email EngenhoeArte@yahoo.com

76 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo