• Engenho e Arte

ONE WORLD TRADE CENTER - ESTRUTURA DE ENGENHARIA PURA É O EDIFÍCIO MAIS ALTO DO MUNDO NO HEMISFÉRIO

Quase duas décadas atrás, os ataques do 11 de Setembro abalaram os EUA e o mundo. Após a destruição, Nova Iorque ficou sem os centros comerciais mundiais. Foi nesse rescaldo e esforço de reconstrução que o One World Trade Center foi concebido - e a construção começou.


O arranha-céus, projectado como o edifício mais alto de todo o hemisfério ocidental e o mais alto fora da Ásia. Tornou-se o edifício emblemático do moderno horizonte de Nova Iorque e serve como um símbolo da resiliência da cidade após os ataques fatídicos de 2001.



A ESTRUTURA E O DESIGN DO ONE WTC


A área de cobertura do One World Trade Center é simbólica por si só, pois tem a mesma área de implantação das torres originais. É perfeitamente rectangular para os primeiros andares, quando começa a estreitar e torcer, até o último andar, o 104º.

Devido à forma como ela torce, no meio da estrutura, os pisos formam um octógono perfeito.

Outra característica notável projectada na estrutura é o facto de que da base à cobertura, a estrutura tem a mesma altura que as torres gémeas, com 1.317 pés (417 metros). Os engenheiros projectaram a altura total com a torre no topo de 541 metros (1.776 pés). Esse número deve soar um sinal para qualquer observador americano, já que 1776 é o ano da assinatura da Declaração de Independência.




A SEGURANÇA FOI FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENGENHARIA


Todo o processo de engenharia e construção das torres foi baseado nas lições tiradas do colapso dos dois centros comerciais mundiais anteriores. Saindo desse desastre, ficou claro que os cálculos de construção existentes não o cortariam para criar um arranha-céu perfeitamente seguro, então os engenheiros trabalharam para torná-lo o mais seguro possível.


A equipa responsável pelo projecto teve que descobrir como aumentar a segurança, mantendo um orçamento razoável, o que significa uma análise complexa das melhores práticas do mundo no sector.


Os WTCs originais foram construídos usando colunas externas de aço, mas a nova torre utiliza uma estrutura híbrida de betão e aço. Os componentes estruturais têm um núcleo de betão para suportar a carga de compressão com um exterior de aço forte, para suportar tensão e desgaste normal. Essa estrutura de aço e betão híbrida chega aos principais pontos da estrutura.


Os pisos do edifício são feitos de betão, embora vigas de aço maciças tenham sido projectadas para permitir o mínimo de pilares possível no interior. Este é um elemento de design notável no que toca a estética interna, pois quem o visitar notará a significativa falta de suportes internos.


No que diz respeito a um novo projecto de segurança que foi implementado na estrutura, o núcleo de betão possui agora uma escada de primeiros socorros dedicada, que permite aos bombeiros responder a situações perigosas enquanto os habitantes fogem pela escada normal. Desde o 11 de Setembro, esta prática tornou-se uma regra de construção para novas estruturas em Nova Iorque.


O "núcleo" que abriga essas escadas especializadas é feito de betão de 14.000 PSI de alta resistência. Para alguém que conhece os valores de resistência do betão assim como as classificações normais de compressão de betão, este número deve chocar. É o betão mais forte alguma vez aplicado em Nova Iorque. Esse aumento da resistência por polegada quadrada também significava que as paredes do núcleo central poderiam ser mais finas que o normal e ainda suportar cargas aumentadas.


Na mistura de betão, o engenheiro também substituiu 50% do teor de cimento por subprodutos industriais para reduzir a pegada de carbono do edifício. Pense nesse processo como reciclagem de resíduos industriais.


Acompanhando essa preocupação com o meio ambiente, 95% do aço da estrutura foi reciclado e o edifício em geral obteve uma classificação ambiental Gold do LEED, ou Liderança em Energia e Design Ambiental.


No total, a construção do One World Trade Center levou 8 anos e 6 meses, sendo finalmente concluída em Novembro de 2014 - custando nada menos que 3,9 biliões de dólares.





ESTÉTICA SIMPLES E PODEROSA EM DESIGN


Os arquitectos que projectaram o World Trade Center criaram especificamente o afunilamento dos lados para captar luz do céu de uma maneira que exemplificasse a natureza imponente do edifício. Essa capacidade de captar luz não é apenas uma característica geométrica mas também se deve aos 1 milhão de pés quadrados de vidro especialmente projectado para revestir o exterior.


Este vidro possui um valor U extremamente alto. Essencialmente, isso significa que o vidro não isola muito bem, por design, para que grande parte da energia térmica do sol possa ser usada para aquecer o interior do edifício.


O vidro desempenha um papel fundamental na aparência do edifício, pois a arquitectura geométrica é bastante simples - mas impressionante.


Ao entrar no prédio, encontra-se um átrio com paredes de vidro de 10 metros de altura, seguido pelos 91 pisos usados para escritórios. Os restantes andares são usados ​​para componentes mecânicos e os três primeiros são um deck de observação público.

Temos assim um bela obra de arte projectada e levantada, tornando-se um marco na engenharia neste início de século.




GOSTOU? então coloque um "gosto" e partilhe para os seus amigos


Tem uma história para partilhar? email EngenhoeArte@yahoo.com

30 visualizações0 comentário

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 Orgulhosamente criado com Engenho & Arte