• Engenho e Arte

TURBINAS EÓLICAS IMPRESSAS EM 3D, ALCANÇAM ALTURA NUNCA ANTES VISTA!


Três multinacionais uniram esforços para imprimir turbinas eólicas 3D. Estas turbinas alcançam uma altura record, proporcionando assim uma maior eficiência energética.


As empresas, GE Renewable Energy , COBOD e LafargeHolcim anunciaram uma parceria para desenvolverem torres de turbinas eólicas impressas em 3D com “altura record”. Aproveitando a tecnologia de impressão de betão COBOD com os principais materiais de construção da LafargeHolcim, a GE será capaz de unir o projecto com seus extensos recursos. O trio pretende aumentar a produção global de energia renovável e, ao mesmo tempo, reduzir o custo nivelado da energia.


Edelio Bermejo, chefe de P&D da LafargeHolcim, afirma que “A impressão 3D em betão é uma tecnologia muito promissora para nós, pois a sua incrível flexibilidade de design expande o campo das possibilidades de construção. Sendo um utilizador e um promotor de energia limpa, estamos muito satisfeitos em colocar os nossos equipamentos e materiais assim como a experiência em design, para trabalhar neste projecto inovador, permitindo a construção económica de torres de turbinas eólicas. Turbinas com alcance record em altitude, o que permite acelerar o acesso à energia renovável.”




Altura record


As turbinas eólicas de hoje, normalmente de aço embutido e betão pré-moldado, geralmente não têm mais de 100 metros de altura. Isto deve-se ao diâmetro da base ser limitado a 4,5 m. Porque? Isto advém da impossibilidade de transportar turbinas de maiores diâmetros por estrada. Assim a necessidade de recorrer a infraestruturas já existentes para o transporte das turbinas, limita a evolução destes equipamentos.



A capacidade de imprimir a base da turbina “in loco”, com uma impressora 3D de betão, permitiria a construção de torres eólicas que conseguem alcançar os estonteantes 200 metros de altura. Esta altura adicional, trás certamente algumas vantagens, já que uma turbina de 5 MW a uma altura de 80 m normalmente gera cerca de 15,1 GWh num ano. Ao elevar essa mesma turbina até uma altura de 160m ela será capaz de gerar 20,2 GWh anualmente. Assim é fácil perceber que apenas alterando a altura de instalação da turbina é possível ter um acréscimo de 33% na energia gerada.


Matteo Bellucci, líder em tecnologia de construção avançada da GE Renewable Energy, afirma que “A impressão 3D está no ADN da GE e acreditamos que a construção via impressão de grandes formatos trará potencial de rotura para a indústria eólica. A impressão em betão avançou significativamente nos últimos cinco anos e acreditamos que está cada vez mais perto de ter uma aplicação real no mundo industrial. Estamos empenhados em tirar o máximo proveito desta tecnologia, tanto pela flexibilidade de design que permite, como pela simplificação logística que permite em componentes tão massivos.”



Os protótipos de amanhã


Em Outubro passado, em Copenhaga, o trio imprimiu uma base de suporte de uma torre, com 10m de altura, como um protótipo preliminar. As próximas etapas são a produção de uma “impressora pronta a produzir”, uma gama abrangente de materiais para aumentar a produção e, finalmente, um protótipo completo da turbina eólica com uma base impressa em 3D. Para conseguir isto, a GE oferecerá experiência em design, produção e comercialização; a COBOD concentrará os seus esforços na optimização da tecnologia de impressão 3D; finalmente a LafargeHolcim formulará o betão, encarregando-se da sua produção e respectiva aplicação.


A GE e os seus parceiros não são os únicos que procuram comercializar turbinas eólicas impressas em 3D. Noutro lugar, em águas costeiras, engenheiros da Purdue University estão a trabalhar num método de impressão 3D de peças de betão para turbinas eólicas para uso em alto mar. Construir e transportar âncoras de betão para turbinas eólicas a 30 milhas da costa provou ser caro. Assim, o objectivo da pesquisa é, eventualmente, imprimir em 3D essas mesmas âncoras de betão.



Embora extremamente útil para aplicações nas áreas da energia, a impressão 3D em betão é cada vez mais usada para desenvolver projectos residenciais. A QUIKRETE e a Contour Crafting Corporation começaram a desenvolver um betão especifico para usado com a tecnologia de impressão 3D da CC Corp. A parceria acabará por ver a construção automatizada de edifícios residenciais e comerciais. Terá grande foco nos EUA, começando o seu legado na cidade de Los Angeles.



#impressao3D #engenharia #renovaveis #sustentabilidade #eolico


GOSTOU? então coloque um "gosto" e partilhe para os seus amigos

Tem uma história para partilhar? email EngenhoeArte@yahoo.com


Artigos Relacionados

MOLDANDO O MUNDO COM IMPRESSÃO 3D

ADEUS ALVENARIA... OLÁ IMPRESSÃO 3D

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 Orgulhosamente criado com Engenho & Arte