• Engenho e Arte

VENTILADORES DE "MERGULHO" SALVAM VIDAS COM COVID-19


NESTE MOMENTO 500 PACIENTES EM HOSPITAIS DO NORTE DA ITÁLIA ESTÃO A RECEBER VENTILADORES, PRODUZIDOS POR EQUIPAMENTOS DE MERGULHO QUE FORAM ENVIADOS PELA DECATHLON.

ESTA É UMA IDEIA VERDADEIRAMENTE COM ENGENHO E ARTE.


FAÇA VOCÊ MESMO, UMA SOLUÇÃO PARA COMBATER O COVID 19

Problemas extremos requerem soluções extremas.

A taxa de mortalidade do COVID-19 na região de Milão está a ficar terrivelmente alta, principalmente porque não há respiradores, medicamentos, enfermeiros, médicos e camas suficientes nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

Neste momento nas zonas de menor contágio na Itália, a taxa de mortalidade de pessoas hospitalizadas é de 3%, enquanto nas áreas altamente densas de contágio com o COVID-19, como Milão, é de 33%. A situação é tal que, se ficar doente, é obrigado a ficar em casa e os cuidados médicos só o irão buscar se estiver realmente com uma crise respiratória, mas se for para o hospital a sua hipótese de sair vivo é de 2 em 3.

Há uma equipa que está a trabalhar num novo projecto que parece de loucos, mas considerando a situação em que estamos agora, não é de todo. Eles foram contactados pelo Dr. Renato Favero que confirmou que estavam desesperados pela falta de ventiladores no hospital. Ele teve uma ideia, mas não sabia como pô-la em prática, que era modificar um equipamento de snorkel (mascara de mergulho) que pode ser comprado em qualquer loja da Decathlon para transformá-lo em uma máquina de respirar.


DA TERRA DO MESTRE DO ENGENHO E ARTE, LEONARDO DA VINCI, UMA EQUIPA SURPREENDE COM ESTA ENGENHOSA SOLUÇÃO





AQUI ESTÁ O RELATO EM PRIMEIRA MÃO DE COMO A HISTÓRIA ACONTECEU


"Nos últimos dias, fomos contactados por um ex-médico chefe do Hospital Gardone Valtrompia, Dr. Renato Favero, que entrou em contacto com Isinnova através de um médico do Hospital Chiari, o centro de saúde para o qual estávamos a fabricar as válvulas de emergência com processo de impressão 3D. O Dr. Favero compartilhou connosco uma ideia para corrigir a possível escassez de máscaras C-PAP do hospital para a terapia intensiva, que está a aparecer com um problema concreto ligado à disseminação do Covid-19 e que é a construção de uma máscara de ventilação de emergência, realizada ajustando uma máscara de mergulho já disponível no mercado.

Analisamos a proposta em conjunto com o inventor. Entramos em contacto em pouco tempo com a Decathlon, enquanto conceptor, produtor e fornecedor da máscara Easybreath para snorkeling. A empresa esteve imediatamente disposta a cooperar, fornecendo o desenho CAD da máscara que identificamos. O produto foi desmontado, estudado e as alterações a serem feitas foram avaliadas. Um novo componente foi projectado para garantir a conexão com o ventilador. Chamamos o link de válvula Charlotte e rapidamente o imprimimos usando impressão 3D.


O protótipo como um todo foi testado num dos nossos colegas directamente dentro do Hospital Chiari, conectado ao corpo do ventilador, e provou estar a funcionar correctamente. O próprio hospital ficou entusiasmado com a ideia e decidiu testar o dispositivo num paciente real. O teste foi bem sucedido. Estamos convencidos que a ideia foi criada para instalações de saúde e deseja ajudar na realização de uma máscara de emergência no caso de uma situação difícil, onde não é possível encontrar fornecedores oficiais de acessórios médicos. Nem a máscara nem o link são certificados e o seu uso está sujeito a uma situação de necessidade de urgência em falta de outro meio mais adequado.

O uso pelo paciente está sujeito à aceitação do uso de um dispositivo biomédico não certificado, fornecendo uma declaração assinada.



Considerando a eficácia do projecto, decidimos patentear urgentemente a válvula de ligação (Charlotte Valve), para evitar qualquer especulação sobre o preço do componente. Esclarecemos que a patente permanecerá livre de usar, porque é a nossa intenção que todos os hospitais necessitados possam usá-la, se necessário.



Decidimos compartilhar livremente o ficheiro para a realização do link numa impressão 3D. Diferentemente da válvula do respirador, o link é fácil de fazer, portanto é possível que todos os fabricantes consigam imprimi-lo correctamente.

Os estabelecimentos de saúde em dificuldade poderão comprar a máscara à Decathlon e entrar em contacto com empresas que prestam serviços de impressão 3D que poderão fazer a peça e fornecê-la.




Esclarecemos que a nossa iniciativa é totalmente sem fins lucrativos, não obteremos royalties sobre a ideia do link, nem sobre as vendas de máscaras Decathlon.


No website da equipa pode encontrar

  1. Documento a ser assinado pelo paciente para uso do dispositivo em situação de emergência

  2. Instruções em vídeo sobre a preparação da máscara de emergência depois que todos os componentes forem obtidos

  3. Ficheiros .stl, .dwg e .step para impressão 3D

Podemos fornecer mais suporte e mais detalhes aos centros de saúde e fabricantes que desejam fazer a conexão, se necessário.


Este dispositivo não é certificado. É recomendado, para aqueles que desejam usar a documentação para replicá-la, recorrer à colaboração de pessoal técnico especializado para a realização e supervisão de um médico para o seu uso. É absolutamente desaconselhável replicá-lo se você não tiver essas habilidades.


A Isinnova declara que partilha gratuitamente os desenhos, as lógicas e quaisquer outros direitos de propriedade intelectual relacionados ao dispositivo da válvula Charlotte , desde que NÃO seja usado para fins comerciais."


Pode consultar a informação original AQUI


GOSTOU? então coloque um "gosto" e partilhe para os seus amigos

Tem uma história para partilhar? email EngenhoeArte@yahoo.com


Pode consultar outros artigos sobre o Coronavirus nos links directos em baixo:


901 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 Orgulhosamente criado com Engenho & Arte